Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

| August 25, 2019

Scroll to top

Top

No Comments

Copenhague: cidade dos ciclistas

Webbikers

50% de todos os habitantes de Copenhague deslocam-se diariamente de bicicleta para ir trabalhar ou para ir estudar

Jovens de saltos altos a caminho de uma festa ou homens de negócios em terno a caminho do trabalho – não importa nem tempo nem aonde vão – a população vai de bicicleta. Por esta razão não surpreende que Copenhague tenha sido a primeira cidade do mundo a ser nomeada cidade ciclável. Em Copenhague, 50 % dos habitantes viajam diariamente de bicicleta, e há mais bicicletas que habitantes.
Em Copenhague, há mais bicicletas que habitantes, há mais de 400 quilômetros de ciclovias reservadas às bicicletas, entre as quais encontrará a ciclovia mais movimentada com cerca de 40.000 passagens de bicicletas por dia.
Famílias da classe média e políticos influentes
Embora a bicicleta seja o meio de transporte mais barato depois da caminhada a pé, os habitantes de Copenhague adoram a sua bicicleta quer sejam ricos, quer sejam pobres. Muitas famílias da classe média com filhos nem sequer têm um carro: utilizam a bicicleta no seu transporte diário para ir para o trabalho, para levar as crianças ao jardim de infância etc. De facto, 25 % de todas as famílias com crianças têm uma bicicleta de carga.
Até os políticos influentes e a maioria (63%) dos deputados vão todos os dias de bicicleta para o Parlamento, que fica situado no Palácio de Christiansborg no centro de Copenhague.
Ciclismo e neutralidade na emissão de carbono
Para uma pessoa que visita Copenhague pela primeira vez, o número de ciclistas pode ser avassalador. No entanto, constatará rapidamente que a vida em Copenhague se baseia na possibilidade de se deslocar de bicicleta, que é um meio de transporte essencial.
Tendo em conta os 390 quilômetros de ciclovias e os semáforos especiais adaptados ao ritmo da circulação ciclista, constata-se que a infraestrutura da cidade se baseia no facto de a bicicleta não ser somente o meio de transporte mais barato, mais são e também mais rápido de se locomover pela cidade, mas que contribui igualmente para a redução dos gases de estufa. É esta a ambição da administração, tornar Copenhague a primeira capital neutra em emissões de carbono do mundo, em 2050.
Fatos relativos ao transporte de bicicleta em Copenhague:
• 50% de todos os habitantes de Copenhague deslocam-se diariamente de bicicleta para ir trabalhar ou para ir estudar; • 35% de todas as pessoas que trabalham em Copenhague – inclusive todas aquelas que vivem nos subúrbios e nas cidades vizinhas, mas que trabalham na capital – vão todos os dias de bicicleta para o trabalho; • 25% das famílias que têm dois filhos e que vivem em Copenhague possuem uma bicicleta de carga que utilizam para levar as crianças ao jardim de infância, para fazer compras no supermercado etc.; • Os habitantes de Copenhague percorrem mais de 1,2 milhões de quilômetros de bicicleta por ano, o que corresponde a duas viagens de ida e volta à lua. Comparando: só viajam 600.000 quilômetros de metro; • No centro de Copenhague há mais bicicletas que habitantes: 520.000 habitantes e 560.000 bicicletas; • A ciclovia mais movimentada do mundo passa pela ponte Dronning Louises bro em Copenhague, e é atravessada todos os dias por 36.000 ciclistas; • 63% dos membros do Parlamento dinamarquês, que fica no centro da cidade, também se deslocam diariamente de bicicleta; • Copenhague foi nomeada Cidade Ciclável em 2008 – 2011 por ICU.
Por: Aleteia

Submit a Comment

*