Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

| November 22, 2017

Scroll to top

Top

One Comment

Conheça as ciclovias, ciclofaixas e ciclorrotas de São Paulo

Conheça as ciclovias, ciclofaixas e ciclorrotas de São Paulo

| On 08, out 2012

Você sabe a diferença entre ciclovias, ciclorrotas e ciclofaixas? E onde elas estão em São Paulo? Para tirar estas dúvidas a Folha de SP escreveu uma matéria bem bacana. Confira:

Via: Folha SP

Os 11 milhões de habitantes de São Paulo contam com 60,4 km de ciclovias. São 203,7 km de infraestrutura cicloviária, incluindo ciclofaixas, em que uma faixa da rua é exclusiva para ciclistas, e ciclorrotas, que não são exclusivas para bikes.

A ciclorrotas é um percurso já consagrado pelos ciclistas, onde a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) implanta sinalização vertical com placas de regulamentação e advertência e pintura de solo, indicando aos ciclistas e motoristas que a via é uma rota para bicicletas na qual a atenção deve ser redobrada e a velocidade reduzida.

Quanto às ciclofaixas, existem 3,3 km que são definitivas, com funcionamento 24h todos os dias, no bairro de Moema e 67 km que são operacionais, com funcionamento aos domingos e feriados nacionais, das 7 às 16h.

Comments

  1. Miguel Cavallaro Nt

    Ciclofaixa de Lazer.
    Tenho frequentado as ciclo faixas de laser desde sempre, algo me chama a atenção e sempre que tive a oportunidade interferi sem o menor vacilo.
    Tenho reparado que nos locais de maior movimento próximo ao parque do Ibirapuera e agora na região da Paulista. Vejo crianças nas ciclo faixas e alguns ciclistas insistem em promover a esquerda para ultrapassagens. forçando as crianças e os menos aptos, com menor pratica, ficando ao lado dos cones onde passam os carros. Se eles perdem o controle, sabe o que pode acontecer.
    Dá arrepio ver o que esses caras conseguem fazer. achando que estão dirigindo seus carros nas ciclovias.
    Sempre que vejo isso oriento as crianças a ficarem ao lado da guia que é muito mais seguro e podem para a qualquer momento, se estão com os país falo com os pais que concordam no mesmo minuto.
    Precisa haver uma campanha para o bom senso. Sugerindo a mão interna da guia lenta e a externa para quem sabe e tem pratica, mais domínio, fica ao lado dos cones. protegendo assim os menores.
    Os ciclistas não estão de carro. precisamos mudar esse conceito da via publica, agora estamos em uma outra situação e devemos nos adaptar a ela usando o bom senso.
    Não sei se fui claro, mas, vai lá da uma voltinha e verifique tem muitas famílias pedalando juntas, e muito legal. Mas, tem pessoas pedalando sem rumo e sem respeito aos demais.
    Fica aqui a minha colaboração, vou continuar fazendo a minha parte.
    Obrigado

Submit a Comment

*